“Uma fé que se reduz a fórmulas é uma fé míope”, diz o Papa no Ângelus

Apoiado no Evangelho de São Marcos, o Papa Francisco falou a respeito sobre a fé em Jesus Cristo

Da redação, com Boletim da Santa Sé

Papa Francisco, durante o Ângelus deste domingo, 16 / Foto: Reprodução Vatican News

Neste domingo, 16, o Papa Francisco celebrou mais uma oração mariana do Ângelus. Desta feita, o Papa centrou seu discurso no evangelho de São Marcos em que questiona: quem é Jesus?

“Mas, desta vez, é o próprio Jesus quem pergunta aos discípulos, ajudando-os a enfrentar os interrogativos sobre sua identidade”, explicou o Santo Padre. “Antes de interpelar diretamente os doze [apóstolos], Jesus quer ouvir deles o que as pessoas pensam a seu respeito. Ele sabe que seus discípulos são muito sensíveis à sua popularidade. E por isto pergunta: ‘Quem dizem os homens que eu sou?’. Jesus é considerado pelo povo um grande profeta, mas ele não está interessado no que as pessoas falam”, reitera.

O Sucessor de Pedro explica que Jesus não aceita que seus discípulos respondam a esta pergunta com fórmulas e conceitos preconcebidos. “Uma fé que se reduz a fórmulas é uma fé míope”, assevera o Papa. O Senhor quer que Seus discípulos de ontem e hoje estabeleçam com Ele uma relação pessoal, explica Francisco.

“E vós, quem dizeis que eu sou?”, indaga Jesus. “Jesus, hoje, dirigi esta pergunta tão direta e confidencial a cada um de nós: ‘Você, quem sou eu para você? Quem sou eu para vocês? Cada um de nós é chamado a responder no próprio coração”, pondera o Papa.

O Sucessor de Pedro salientou ainda que a profissão de fé em Jesus Cristo não pode parar nas palavras, “mas pede que seja autenticada por escolhas e gestos concretos, por uma vida marcada pelo amor de Deus”, salientou.

Mas, para o Papa Francisco, é no amor que o caminho para a salvação será encontrado. “Os testemunhos dos santos demonstram isto”, assevera. “Que a Virgem Maria, que viveu a sua fé seguindo fielmente o seu filho Jesus, ajude também nós a caminhar em sua estrada, vivendo nossa vida generosamente por Ele e pelos irmãos”, acrescentou.

Visita à Sicília

Por ocasião de sua visita a Palermo, na Sicília, o Papa Francisco prestou uma singela homenagem ao padre Pino Puglisi no Bairro Brancaccio ― onde o religioso nasceu e morreu. Durante a oração do Ângelus, Francisco pediu uma salva de palmas à memória de Puglisi.

“Que o exemplo e o testemunho do padre Puglisi continue a iluminar todos nós, e a nos dar confirmação de que o bem é mais forte do que o mal, que amor é mais forte do que o ódio”, finalizou o Sucessor de Pedro.

O post “Uma fé que se reduz a fórmulas é uma fé míope”, diz o Papa no Ângelus apareceu primeiro em Notícias.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta