“Invistamos na paz, não na guerra!”, pede Papa Francisco

Apelo do Santo Padre aconteceu neste domingo, 11, na Praça São Pedro, quando recordou os cem anos do fim da I Guerra Mundial

Da redação, com Vatican News

Papa após a oração do Ângelus deste domingo, 11/ Foto: Vatican Media

O Papa Francisco recordou na manhã deste domingo, 11, após reflexão e oração do Ângelus, os cem anos do fim da I Guerra Mundial. Antes de saudar os peregrinos presentes na Praça São Pedro, o Santo Padre convidou todos a rejeitarem a cultura da guerra e investir na paz. O Pontífice também ofereceu o gesto de São Martinho de Tours ao dividir seu manto com um pobre como caminho para construir a paz.

Leia também
.: Papa reitera orações pela paz no Iraque e na Síria
.: Em novembro, Papa Francisco pede oração pela paz mundial

“Recorre hoje o centenário do fim da Primeira Guerra Mundial, que meu antecessor, Bento XV, chamou de ‘matança inútil’. Por esta razão, hoje, às 13h30 horário italiano, tocarão os sinos em todo o mundo, também os da Basílica de São Pedro. A página histórica da Primeira Guerra Mundial é para todos uma grave advertência a rejeitar a cultura da guerra e buscar todos os meios legítimos para pôr fim aos conflitos que ainda ensanguentam diversas regiões do mundo”, sublinhou o Santo Padre.

Leia também
.: Apresentado tema da mensagem para o Dia Mundial da Paz 2019
.: Papa: a paz se faz com humildade, doçura e magnanimidade
.: Semear o amor, a paz, e tirar toda a divisão como Frei Galvão, pede padre

O Pontífice pediu orações por todas as vítimas da I Guerra Mundial, e apontou o conflito como uma “terrível tragédia”. “Digamos, com força: invistamos na paz, não na guerra! E, como sinal emblemático, peguemos aquele do grande São Martinho de Tours, que hoje recordamos: ele cortou seu manto em dois para compartilhá-la com um homem pobre. Que este gesto de humana solidariedade indique a todos o caminho para a construir a paz”, finalizou.

O post “Invistamos na paz, não na guerra!”, pede Papa Francisco apareceu primeiro em Notícias.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta