Sexta-feira da Misericórdia: Papa visita doentes com Alzheimer

Visita surpresa de Francisco ao “Villagio Emanuele” emocionou doentes com Alzheimer

Da redação, com Vatican News

Papa e morador do “Villagio Emanuele”/ Foto: Vatican Media

Esta sexta-feira, 12, foi marcada pela misericórdia. Papa Francisco visitou o “Villagio Emanuele”, uma estrutura no bairro romano Bufalotta que abriga pessoas com a doença de Alzheimer. Na sua chegada, o Santo Padre desceu do carro no pátio da estrutura, incrédulos, os pacientes aproximaram-se do Pontífice para cumprimentá-lo e receberem uma palavra de conforto.

A presença do Papa foi vivida como um verdadeiro momento de alegria. Em seguida, Francisco visitou várias partes do “Villaggio”. Alguns internos, que descansavam em seus quartos, trocaram algumas frases com o Santo Padre. Outros que se dedicavam a atividades recreativas, e tentaram explicar ao Pontífice seus compromissos diários. No final da visita, o Papa deixou de presente um pergaminho com um pensamento escrito a mão, junto com um belo quadro que representa a Natividade.

O “Villaggio Emanuele” é uma cidadezinha na periferia de Roma, dentro do Parque Sabina, que abriga 100 habitantes. O local abriga gratuitamente pessoas com a doença de Alzheimer em fase leve e moderada e é o primeiro centro italiano dedicado às pessoas “sem memória”. É fruto de um projeto financiado pela “Fondazione Roma” e ligado a uma iniciativa sem nenhum custo por parte do Estado e outras entidades públicas.

O lugar foi criado pelo advogado Emmanuele Francesco Maria Emanuele, que se inspirou em um centro holandês perto de Amsterdã para oferecer aos doentes com Alzheimer assistência e hospitalidade em um contexto familiar. Em cada uma das unidades é garantida a presença de agentes comunitários de saúde e assistentes sociais. As casas-famílias, formadas por pequenos grupos de residentes, têm cerca de 250 metros quadrados e providas de barreiras arquitetônicas.

Doença de Alzheimer

A doença de Alzheimer é a forma mais comum de demência. É uma doença degenerativa incurável. Provoca a destruição dos neurônios em algumas partes do cérebro e uma progressiva diminuição das funções cognitivas. Afeta a memória com efeitos sempre mais graves, a linguagem e o comportamento. Um diagnóstico precoce permite prevenir complicações e a aceleração da doença. No mundo, a cada 3 segundos uma pessoa desenvolve uma forma de demência. Em nível global, a demência atinge 47 milhões de pessoas.

O post Sexta-feira da Misericórdia: Papa visita doentes com Alzheimer apareceu primeiro em Notícias.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta