Para Papa, reunião de Trump e Kim é exemplo da ‘cultura de encontro’

Francisco enviou felicitações aos protagonistas deste histórico encontro realizado na península coreana

Da redação, com Vatocan News

Trump conhece Kim e se torna o primeiro presidente a entrar na Coréia do Norte / Foto: Reprodução Reuters

“Nestas últimas horas, vimos na Coreia um bom exemplo do que é a ‘cultura de encontro’”, disse o Papa Francisco após o Angelus deste domingo, 30.

O Santo Padre se referia ao encontro realizado entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente estadunidense, Donald Trump, no início desta manhã. O encontro foi organizado numa área desmilitarizada entre as Coreias do Norte e Sul.

Após um breve aperto de mãos, Trump pisou no solo norte-coreano, tornando-o o primeiro presidente norte-americano a fazê-lo. Os dois líderes, em seguida, tiveram um encontro que durou uma hora num prédio conhecido como “Casa da Liberdade”, localizado ao lado sul-coreano da fronteira. Moon Jae-in, presidente sul-coreano, também participou brevemente da conversa.

Uma prece pela paz

O Papa Francisco enviou suas saudações aos “protagonistas” do encontro, quando entoou a oração em que dizia que “de um gesto tão significativo possa constituir mais um passo no caminho da paz, não apenas naquela península [coreana], mas em todo o mundo”.

Em uma reunião anterior, realizada no ano passado em Cingapura, Trump e Kim se comprometeram com a “desnuclearização” da península coreana, sem entrar em detalhes específicos. Uma cúpula no início deste ano foi interrompida sem progresso, mas ambas as nações concordaram em formar equipes para retomar as negociações.

O post Para Papa, reunião de Trump e Kim é exemplo da ‘cultura de encontro’ apareceu primeiro em Notícias.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta