Catequese do Papa Francisco – 02/10/2019

CATEQUESE
Praça São Pedro – Vaticano
Quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Boletim da Santa Sé
Tradução: Jéssica Marçal (Canção Nova)

Queridos irmãos e irmãs!

Depois do martírio de Estêvão, a “corrida” da Palavra de Deus parece sofrer uma parada, pelo desencadear de “uma violenta perseguição contra a Igreja de Jerusalém” (At 8,1). Depois disso, os apóstolos permanecem em Jerusalém, enquanto muitos cristãos se dispersam em outros lugares da Judeia e Samaria.

No Livro dos Atos, a perseguição aparece como o estado permanente da vida dos discípulos, em acordo com quanto dito por Jesus: “Se me perseguiram, também vos hão de perseguir” (Jo 15, 20). Mas a perseguição, em vez de apagar o foco da evangelização, alimenta-o ainda mais.

Ouvimos o que faz o diácono Felipe que começa a evangelizar as cidades da Samaria e numerosos são os sinais de libertação e cura que acompanham o anúncio da Palavra. A este ponto, o Espírito Santo marca uma nova etapa da viagem do Evangelho: impulsiona Felipe a ir ao encontro de um estrangeiro de coração aberto a Deus. Felipe se levanta e parte com ímpeto e, em um caminho deserto e perigoso, encontra um alto funcionário da rainha da Etiópia, administrador de seus tesouros. Este homem, um eunuco, depois de ter estado em Jerusalém para o culto, está voltando ao seu país. Era um prosélito judeu da Etiópia. Sentado em um cocho, lê o livro do profeta Isaías, em particular o quarto canto do “servo do Senhor”.

Felipe se aproxima do cocho e lhe pergunta: “Porventura entendes o que estás lendo?” (At 8, 30). O etíope responde: “Como é que posso, se não há alguém que me explique?” (At 8, 31). Aquele homem poderoso reconhece precisar ser guiado para compreender a Palavra de Deus. Era o grande banqueiro, era o ministro da economia, tinha o poder do dinheiro, mas sabia que sem a explicação não podia entender, era humilde.

E este diálogo entre Felipe e o etíope faz refletir também sobre o fato de que não basta ler a Escritura, é preciso compreender seu sentido, encontrar o “sumo” indo além da casca, chegar ao Espírito que anima a letra. Como disse Papa Bento no início do Sínodo sobre a Palavra de Deus, “a exegese, a verdadeira leitura da Sagrada Escritura, não é somente um fenômeno literário, […] É o movimento da minha existência” (Meditação, 6 de outubro de 2008). Entrar na Palavra de Deus é estar dispostos a sair dos próprios limites para encontrar Deus e conformar-se a Cristo que é a Palavra viva do Pai.

Quem é, portanto, o protagonista disto que lia o etíope? Felipe oferece ao seu interlocutor a chave de leitura: aquele humilde servo sofredor, que não reage ao mal com o mal e que, mesmo se considerado fracassado e estéril e excluído, liberta o povo da iniquidade e dá fruto para Deus, é próprio aquele Cristo que Felipe e a Igreja toda anunciam! Que com a Páscoa nos redimiu a todos. Finalmente o etíope reconhece Cristo e pede o Batismo e professa a fé no Senhor Jesus. É belo este relato mas quem impeliu Felipe a ir ao deserto para encontrar este homem? Quem impeliu Felipe a aproximar-se do coche? É o Espírito Santo. O Espírito Santo é o protagonsita da evangelização. “Padre, eu vou evangelizar” – “Sim, o que faz?” – “Ah, eu anuncio o Evangelho e digo quem é Jesus, procuro convencer o povo que Jesus é Deus”. Caro, isso não é evangelização, se não há o Espírito Santo não há evangelização. Isso pode ser proselitismo, publicidade…Mas a evangelização é fazer-se guiar pelo Espírito Santo, que seja Ele a nos impulsionar ao anúncio, ao anúncio com o testemunho, também com o martírio, também com a palavra.

Depois de ter feito encontrar o Etíope com o Ressuscitado – o etíope encontra Jesus ressuscitado porque entende aquela profecia – Felipe desaparece, o Espírito o toma e o leva a fazer outra coisa. Disse que o protagonista da evangelização é o Espírito Santo e qual é o sinal que você, cristão, é um evangelizador? A alegria. Também no martírio. E Felipe, cheio de alegria, foi a outro lugar pregar o Evangelho.

Que o Espírito Santo faça dos batizados homens e mulheres que anuncia o Evangelho para atrair os outros não a si, mas a Cristo, que sabem dar espaço à ação de Deus, que sabem tornar os outros livres e responsáveis diante do Senhor.

 

O post Catequese do Papa Francisco – 02/10/2019 apareceu primeiro em Notícias.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta