Notícias

“O que acontece em nossa Comunidade paroquial”

Campanha de Entrega Voluntária de Armas começa amanhã

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Com o slogan “Tire uma arma do futuro do Brasil”, começa amanhã, 6 de maio, a Campanha de Entrega Voluntária de Armas e Munições no Brasil. A iniciativa será lançada às 10 horas, em solenidade na Prefeitura do Rio, pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o governador do Estado, Sérgio Cabral, e o prefeito Eduardo Paes, além de representantes das entidades parceiras, como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e as ONGs Viva Rio e ‘Instituto Sou da Paz’. A segunda parte do evento será a incineração de mil armas apreendidas, no forno da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), às 12 hs.

As novidades desta edição são a destruição da arma já no ato da entrega e a ampliação dos postos de recolhimento. Uma rede de postos será credenciada para o recolhimento de armas em todo o território nacional. Quem entregar as armas não precisará fornecer dados pessoais e receberá, na hora, um protocolo para sacar a indenização em uma agência do Banco do Brasil (de R$ 100 a R$ 300).

“É importante que a pessoa tome consciência de que aquela arma, em casa, traz mais insegurança do que segurança”, afirma uma responsável da organização não-governamental ‘Instituto Sou da Paz’.

Segundo a ONG, circulam 16 milhões de armas no Brasil; apenas dois milhões estão sob o poder da polícia. Em 2010, 35 mil pessoas sofreram as consequências de ataques com recurso a armas de fogo.

A última Campanha de Desarmamento, realizada entre julho de 2004 e outubro de 2005, coletou 500 mil armas. A campanha de 2011 estava prevista para julho, mas foi antecipada devido à tragédia ocorrida na escola de Realengo, no Rio de Janeiro, quando um jovem de 24 anos entrou na instituição e matou 12 crianças. O assassino utilizou duas armas adquiridas ilegalmente.

O ator Wagner Moura, que interpretou o capitão Nascimento, herói do cinema brasileiro promovido a coronel em Tropa de Elite 2, será uma das estrelas da Campanha Wagner Moura emprestou a voz ao vídeo da campanha, de 30 segundos, que será divulgado nas emissoras de rádio e TV de todo o País. A coleta de armas se estenderá até 31 de dezembro.

- - - -
Rádio Vaticano