Notícias

“O que acontece em nossa Comunidade paroquial”

Festa da Misericórdia reúne paroquianos na Matriz

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Paroquianos se reúnem para celebrar a Festa da Misericórdia, neste domingo (03/04). O evento, que foi realizado em nossa matriz, teve início às 14h. O encerramento foi feito com a Santa Missa das 18h30.

Muitos foram os paroquianos que estiveram presentes nessa tarde destinada a celebrar a Divina Misericórdia.

Paroquianos se reuniram para a celebração da Festa da Misericórdia. Foto: Erlon Oliveira
Paroquianos se reuniram para a celebração da Festa da Misericórdia. Foto: Erlon Oliveira

Durante toda a tarde os participantes foram acolhidos com louvor. O terço da misericórdia foi rezado às 15h — a hora da misericórdia. Após o terço os paroquianos participaram de uma pregação, que conduziu à um momento de adoração, com a presença do nosso pároco Padre Sérgio Luís.

Benção do Santissimo Sacramento, durante o momento de adoração. Foto: Erlon Oliveira
Benção do Santissimo Sacramento, durante o momento de adoração

O desejo de Nosso Senhor Jesus Cristo de que a Igreja celebrasse a Festa da Misericórdia foi revelado a irmã Faustina Kowalska, que posteriormente foi canonizada sob o título de Santa Faustina.

Naquela ocasião, Jesus apareceu a irmã Faustina numa cela de um convento da Polônia e lhe recomendou: “Pinta uma imagem de acordo com o modelo que estás vendo, com a inscrição: Jesus, eu confio em Vós. Desejo que esta imagem seja venerada, primeiramente, na vossa capela e, depois, no mundo inteiro. Prometo que a alma que venerar esta imagem não perecerá. Prometo também, já aqui na Terra, a vitória sobre os inimigos e, especialmente, na hora da morte. (…) Quero que essa imagem, que pintarás com o pincel, seja benta solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa, e esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia. Desejo que os sacerdotes anunciem essa Minha grande misericórdia para com as almas pecadoras” (Diário, 47-49).

Por Fellipe Soares
Foto: Erlon Oliveira